Se vivo, viva!


APRENDENDO A AMAR
janeiro 30, 2007, 11:49 am
Filed under: Reflexivos

amor.jpg 

 O Escritor americano, Walter Trobisch, em seu livro “Amor, Sentimento a ser aprendido”, narra uma lenda contada na Índia sobre a criação da mulher. “Diz à lenda que o Senhor, após criar o homem e não tendo nada sólido para construir a mulher, tomou um punhado de ingredientes delicados e contraditórios, tais como: timidez e ousadia, ciúme e ternura, paixão e ódio, paciência e ansiedade, alegria e tristeza e assim fez a mulher e a entregou ao homem como sua companheira”. Após uma semana, o homem voltou e disse: 

– Senhor, a criatura que você me deu faz a minha vida infeliz.– Ela fala sem cessar e me atormenta de tal maneira que nem tenho tempo para descansar.– Ela insiste em que lhe dê atenção o dia inteiro… assim as minhas horas são desperdiçadas.– Ela chora por qualquer motivo e fica facilmente irritada e, as vezes, muito tempo ociosa.– Vim devolvê-la por que não posso viver com ela. Depois de uma semana o homem voltou ao criador e disse: – Senhor, minha vida é tão vazia desde que eu trouxe aquela criatura de volta!– Eu sempre penso nela, em como ela dançava e cantava, como era graciosa, como ela me olhava, como conversava comigo e como se achegava em mim.– Ela era agradável de se ver e de se acariciar.– Eu gostava de ouvi-la rir.– Por favor, dê-me de volta.– Está bem, disse o criador. E a devolveu. Mas, três dias depois, o homem voltou e disse: 

– Senhor, eu não sei.– Eu não consigo explicar, mais depois de todas estas minhas experiências com esta criatura, cheguei à conclusão que ela me causa mais problemas do que prazer.– Toma-a de novo!– Não consigo viver com ela! O criador respondeu: – Mas também não pode viver sem ela.E virou as costas para o homem e continuou o seu trabalho. O homem desesperado disse: 

– Como é que eu vou fazer?– Não consigo viver com ela, mais também não consigo viver sem ela. E arremata o criador: – Achei que com as tentativas você já tivesse descoberto.– Amor é um sentimento a ser aprendido.– É tensão e satisfação.– É desejo e hostilidade.– É alegria e dor.– Um não existe sem o outro.– A felicidade é apenas uma parte integrante do amor.– Isto é o que deve ser aprendido.– O sofrimento também pertence ao amor.– Este é o grande mistério do amor.– A sua própria beleza e o seu próprio fardo”. 

Em todo o esforço que  realizamos na estrada do  aprendizado do amor é preciso saber sempre que a doação e o sacrifício andam  lado a lado da satisfação e da alegria.A pessoa terá talvez que abdicar de alguma coisa para possuir ou ganhar uma outra coisa.Terá talvez que desembolsar algo para obter um bem maior e melhor para a sua felicidade.As vezes estaremos praticando a filosofia do ganha/perde para satisfazermos o próximo. Tudo isto é valido quando temos a consciência de como é complexa, irritante, amável (sempre) a estrada do amor.É preciso considerar tudo isto quando nos dispomos a enfrentar o aprendizado do AMOR. 

Autor – Henrique Neto

  

Anúncios

10 Comentários so far
Deixe um comentário

Rapaz!! esse site aqui deveria se chamar “o divã do amor!” heheheheh muito bom os textos q nos fazem refletir !! Só coisa boa na tua vida!

Comentário por mazinho

cara romantico da bexigaaa … só falta escrever poesia agora heheheh !!!
flwww show de bolaaa!!

Comentário por LUKESTE

Parabéns mais um bom texto amigo

Bjs…

Comentário por Josimary

O amor pode ter muitos caminhos tortuosos, mas feliz aquele que pode amar e é amado por alguém. E essa dádiva da vida pelo menos já temos. Que possamos aprender juntos a Amar Mô. Bom Texto!
Beijos TE AMO!

Comentário por Natália

Parabéns pelo site e pelo texto. Estão ótimos.
Abraços
Wedja

Comentário por Wedja Pires

Henrique, parabéns pelos textos e pelo site ! estão ótimos ! Que Deus continue abençoando você !
Grande beijo

Comentário por Ângela

Aê, Riquey… valeu pelo texto! É verdade… o amor é uma eterna construção. Parabéns!!! Amamos vc!
Adelia e Altair

Comentário por Adélia Ximenes

Grande Henrique,muito bom o texto! Estás se revelendo um filósofo do amor!
Isso é bom….continue nos brindando com bons textos!
Um abração, brother!

Comentário por Ismael Alexandrino

Grande Inrike!!
O grande filósofo do amor!!
legal viu? Texto muito bom!
vlw! Continua aew filosofando com esses textos pra gente se embebedar do amor aqui!! hehehe
abração brother!!!

Comentário por Edinho

Muito bom texto, bom mesmo.Um blogão e tanto!!! Visita o meu blog aí, estou começando agora e é uma honra tê-lo como visitante.Como faço para ter o link do seu blog no meu? Abração!

Comentário por Roberto




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: